domingo, 13 de fevereiro de 2011

PÔSTER DO CRUZEIRO CAMPEONATO BRASILEIRO 2010


Cruzeiro Esporte Clube

O Cruzeiro Esporte Clube é uma associação brasileira, com sede em Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais. Fundado em 1921 com o nome de Sociedade Esportiva Palestra Itália, em 1942 no contexto da Segunda Guerra Mundial, o clube foi pressionado a mudar o nome que fazia referência a um dos inimigos do país. Na ocasião, se inspirou no Esporte Clube Cruzeiro, de Porto Alegre, de quem tirou o nome, as cores e o escudo. Assim surgia o Cruzeiro.

No âmbito esportivo, o Cruzeiro tem destaque em esportes como atletismo, bocha e volei. Mas o clube possui reconhecimento nacional e internacional pelo futebol. O Cruzeiro é um dos quatro clubes brasileiros a ter conquistado por duas vezes a Taça Libertadores da América, além de ser, juntamente com o Grêmio, o maior campeão da Copa do Brasil, com quatro títulos. É também a única equipe a conquistar, em um único ano (2003), o Campeonato Estadual, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro, chamado pelo Cruzeiro de tríplice coroa.

A tríade Torcida-Títulos-Estrutura é dominada pelo Cruzeiro em de Minas Gerais, pois possui o maior número de torcedores de BH e do interior, além de ser o sexto maior em torcida no Brasil; Possui o melhor CT e anexos administrativos, os mais importantes títulos nacionais e continentais como representante mineiro.

Em setembro de 2009, a IFFHS, Federação Internacional de História e Estatística lançou o ranking das maiores equipes sul-americanas do século XX colocando o Cruzeiro como o melhor clube brasileiro do século XX e em sétimo lugar entre os sulamericanos.[4] No ano de 2009, o Cruzeiro terminou como o melhor time do Brasil e o 9º melhor time do mundo no ranking da IFFHS.[5] Em Maio de 2010, o Cruzeiro aparece na sua melhor posição da historia no ranking da IFFHS, na 4ª colocação entre todos os times do mundo e 1º no Brasil.


Torcida

A torcida do Cruzeiro também é conhecida como Nação Azul ou China Azul devido à sua imensidão e ao grande crescimento nas últimas décadas. Curiosamente, este apelido foi dado pelo escritor atleticano Roberto Drumond, que reconhecera insofismavelmente em um de seus artigos, o crescimento incessante e a previsão da hegemonia da torcida cruzeirense em BH, Minas Gerais e no Brasil. Tal previsão está sendo comprovada nos dias de hoje quando todas as pesquisas dos mais sérios institutos de pesquisas como IBOPE, DATAFOLHA, VOX POPULI dentre outros, apontam para quase o dobro da torcida azul frente ao rival Atlético Mineiro.

Por ter uma torcida exigente e apaixonada, o clube sempre conquista títulos importantes que orgulham o Estado de Minas Gerais e sua hegemonia continua em franco crescimento. A rivalidade regional (Cruzeiro x Atlético) tem influenciado diretamente na escolha do time do coração dos torcedores infantis e adolescentes que reconhecem a grande força futebolistica do País que representa o Cruzeiro.

O Cruzeiro é considerado um dos clubes mais populares do Brasil.O clube possui, aproximadamente, mais de 8 milhões de torcedores espalhados pelo país. No estado de Minas Gerais, é o clube mais popular, ou seja, o clube de maior torcida no estado (na Região Metropolitana de BH, e no interior).

raposão


Mascote

A raposa é o mascote do Cruzeiro.
O mascote do Cruzeiro é raposa. Foi desenhada pelo chargista Fernando Pieruccetti (mais conhecido como Mangabeira) no ano de 1945, que se inspirou em Mário Grosso, ex-presidente, conhecido por sua esperteza e astúcia no comando dos negócios do Clube e pelo fato da raposa ser o animal que come galináceos, numa clara alusão ao seu rival regional

Mascote raposa


Mascote

A raposa é o mascote do Cruzeiro.

O mascote do Cruzeiro é raposa. Foi desenhada pelo chargista Fernando Pieruccetti (mais conhecido como Mangabeira) no ano de 1945, que se inspirou em Mário Grosso, ex-presidente, conhecido por sua esperteza e astúcia no comando dos negócios do Clube e pelo fato da raposa ser o animal que come galináceos, numa clara alusão ao seu rival regional.

Uniforme

Uniforme titular

Camisa azul, com o calção e as meias são igualmente brancas.

Até 1999 as cinco estrelas da constelação do Cruzeiro ficavam na altura do peito. Em 2000 foram substituídas pelo escudo oficial do clube que permaneceu até 2007. Em 2008, as estrelas livres no peito, retornaram e se encontram até hoje.

Uniforme Reserva

Camisa branca, com o calção e as meias azuis.

Fábio


Fábio Deivson Lopes Maciel,[1] mais conhecido como Fábio (Nobres, 30 de setembro de 1980[2]), é um futebolista brasileiro que atua como goleiro. Atualmente, joga pelo Cruzeiro,[3]exercendo a posição de capitão da equipe. Em 2010 foi premiado, como o titulo de melhor goleiro do Campeonato Brasileiro.

Jogando pelo Cruzeiro, Fábio ficou conhecido pela alcunha de A Muralha Azul.

Biografia

Fábio nasceu no Mato Grosso, na cidade de Nobres, a 140km da cidade de Cuiabá, onde viveu até os 12 anos. De Nobres, ele e sua família seguiram para Aparecida do Taboado, no Mato Grosso do Sul, devido a uma transferência de trabalho do seu pai.

Carreira

Em Aparecida do Taboado, Fábio teve a oportunidade de disputar um campeonato, onde foi observado pelo time do União Bandeirante. Foi então que recebeu um convite para atuar no Paraná. Ali começou a sua carreira, seus primeiros passos num time profissional.

O primeiro time profissional de Fábio foi o União Bandeirante, onde iniciou em 1997. Depois, jogou pelo Atlético Paranaense. Em 2000 foi emprestado ao Cruzeiro, fazendo sua estreia em jogo contra o Universal-RJ, em 4 de março de 2000. Amistoso realizado no Mineirão em que o time mineiro venceu por 2 a 0. O jogador se manteve no Cruzeiro por um ano, ganhando nesse período o título da Copa do Brasil. Quando acabou o empréstimo, voltou ao União, e logo foi para o Vasco, onde permaneceu por quatro anos, até o seu retorno definitivo, ao Cruzeiro em 2005.

Cruzeiro

Em 2006 conquistou com o Cruzeiro o título do Campeonato Mineiro e foi destaque do "Troféu Telê Santana" promovido pela TV Alterosa como o melhor jogador de Minas Gerais.[4] Em 2008 voltou a ganhar o título estadual e mais uma vez a premiação de melhor jogador da competição.[5] Em 2009, Fábio conquistou pela terceira vez o título de Campeão Mineiro.

Em 2010, no dia 2 de junho, Fábio entrou para a história do Mineirão, tornando-se o terceiro goleiro a gravar suas mãos na Calçada da Fama do estádio.[6] Em 26 de agosto, na vitória do Cruzeiro sobre o Corinthians por 1 a 0, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, Fábio defendeu a cobrança de uma penalidade pela segunda vez na competição e pela décima vez na sua carreira pelo time mineiro. A primeira penalidade defendida nessa edição do campeonato foi em 27 de maio, na vitória do Cruzeiro sobre o Botafogo, por 1 a 0.[7]

Em novembro o jogador manifestou a sua satisfação em jogar pela equipe: "Hoje não trocaria o Cruzeiro por nenhum outro clube do Brasil e até mesmo do exterior."[8]

No dia 6 de dezembro, após conquistar com o Cruzeiro a segunda colocação no Campeonato Brasileiro, Fábio foi laureado com o prêmio Bola de Prata de melhor goleiro da competição, concedido pela revista Placar.[9]

No dia 08/02/2011, o goleiro Fábio renova o contrato com o Cruzeiro até 2016.

Walter Montillo

Walter Damián Montillo (Lanús, 14 de abril de 1984) é um futebolista argentino que atua como meia. Atualmente defende o Cruzeiro, exercendo a camisa 10 da equipe desde a sua estréia. Em 2010 foi premiado com o troféu Bola de Prata, promovido pela revista Placar, como o melhor em sua posição e integrou-se a seleção dos onze destaques do Campeonato Brasileiro.

Carreira

Participou do Mundial Sub-20 de 2003 nos Emirados Árabes Unidos pela Argentina. Ganhou também o título da Copa Sul-Americana de 2002 com o San Lorenzo e o Torneo de Apertura 2009 com o Universidad de Chile.

Universidad De Chile

Jogando pela Universidad de Chile, Montillo despertou o interesse de times brasileiros durante a campanha na libertadores de 2010. Principalmente por ter sido o carrasco do Flamengo, nas quartas-de-final, ao fazer um gol de cobertura no segundo jogo da disputa entre os times, apesar da derrota por 2x1 para o Flamengo nesse jogo, o Universidad de Chile ficou com a vaga pelo critério gol fora de casa, pois havia vencido a partida de ida por 3x2. O próprio Flamengo quis contratá-lo, mas quem conseguiu realmente foi o Cruzeiro.[1]

Cruzeiro

Em 2 de julho de 2010 foi anunciada sua contratação pelo Cruzeiro.[2] Porém só se apresentou ao clube brasileiro após o fim da participação do Universidad de Chile na Copa Libertadores. Sua estréia pelo Cruzeiro aconteceu no dia 15 de agosto, no jogo contra o São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro.[3][4] No dia 25 de agosto, Montillo marcou o primeiro gol vestindo a camisa do Cruzeiro, na vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro e que foi realizada em Uberlândia.[5][6]

No dia 5 de dezembro de 2010, após conquistar com o Cruzeiro o segundo lugar no Campeonato Brasileiro, Montillo foi laureado com o Troféu Armando Nogueira como melhor jogador da competição.[7] No dia seguinte, o jogador recebeu a Bola de Prata da Revista Placar como Melhor meia do Campeonato Brasileiro.[8]

Wellington Paulista


Wellington Pereira do Nascimento, mais conhecido como Wellington Paulista (São Paulo, 22 de abril de 1983), é um futebolista brasileiro que atua como atacante. Atualmente, joga pelo Cruzeiro.

Após algumas partidas pelo Juventus, Wellington passou pelo Mirassol e pelo Paraná Clube por empréstimo, antes de retornar ao Juventus, onde disputou o Paulistão de 2006.

Santos

Após se destacar no Paulistão de 2006 pelo Juventus, foi contratado por empréstimo pelo Santos, onde estreou em 24 de Abril de 2006, numa vitória sobre o Fortaleza por 2 a 0. No total marcou nove gols em 30 jogos[2].

Deportivo Alavés

Em 2007, em sua primeira passagem pela Europa, defendeu o El Glorioso Deportivo Alavés, da Espanha. Fez um golaço contra o Barcelona pela Copa do Rei em pleno Camp Nou, mas não se adaptou o necessário para mostrar o seu futebol no velho continente.

Botafogo

Em 2008, Wellington Paulista acertou sua ida, num contrato de 4 anos, para o Botafogo, com ajuda do grupo Ability, que o comprou para o Villa Rio. Fez sua estréia pela equipe contra o Stabæk, da Noruega, pela Copa Peregrino, da qual o Botafogo se sagrou campeão.

Destacou-se durante o Campeonato Carioca de 2008, se tornando rapidamente xodó da torcida alvinegra. Fez gols importantes, na semi-final e na final da Taça Guanabara de 2008, contra respectivamente Fluminense e Flamengo. Chegou a marcar quatro gols num só jogo, contra o Macaé, na vitória do Botafogo por 7 a 0 em confronto valido pelo segundo turno da competição[3], se tornando o maior goleador do Estádio Olímpico João Havelange no geral e em um só jogo.

Na semifinal da Taça Rio de 2008, marcou um dos gols da vitória alvinegra por 3 a 0 contra o Flamengo. Tendo sido depois campeão do turno em cima do Fluminense. O Botafogo perdeu a decisão para o Flamengo, mas Wellington Paulista sagrou-se o artilheiro do Carioca, com 14 gols, sendo também escolhido para a seleção do Campeonato.

Cruzeiro

Após discussões relativas a salários atrasados, o atacante acabou acertado sua ida para o Cruzeiro, em Dezembro de 2008, assinou um contrato com duração até o fim de 2011. Estreou no dia 17 de Janeiro de 2009, em clássico contra o Atlético Mineiro no Torneio Verão, no Uruguai.

Foi o artilheiro do Cruzeiro no Brasileirão 2009, com 14 gols.


Roger


Roger Galera Flores (Rio de Janeiro, 17 de agosto de 1978) é um futebolista brasileiro que começou sua carreira no Fluminense. Ele também jogou por Flamengo, Corinthians, Grêmio e Benfica, entre outros.Ele atualmente joga pelo Cruzeiro Esporte Clube.

Carreira

Roger Flores iniciou sua carreira profissional no Fluminense em 1996, quando tinha somente 18 anos de idade. Dois anos mais tarde, despontou na conquista da Taça Rio e, em 1999, foi o líder da equipe tricolor que conquistou o título de campeão brasileiro da Série C. Na época, o emergente craque tricolor chegou a receber de Carlos Alberto Parreira, consagrado técnico da Seleção Brasileira de 94, o apelido de Maradoninha.

Estreou pela Seleção Brasileira no dia 9 de agosto de 2000, em um amistoso contra o Chile na cidade de Ovalle, em preparação para as Olimpíadas de Sydney. Marcou o seu primeiro gol pela Seleção no jogo seguinte, também contra o Chile, em Florianópolis. Atuou seis vezes pela Seleção, marcando quatro gols, dois deles no "Jogo da Paz", amistoso entre as seleções do Brasil e do Haiti, uma contribuição do Brasil para a Missão das Nações Unidas para a estabilização no Haiti.

Em 2001, após um notável início de carreira no Fluminense, Roger Flores foi vendido ao Benfica, tradicional clube português. No entanto, o brasileiro jamais conseguiu se firmar em Portugal, de modo que durante seus cinco anos de contrato com o Benfica, Roger Flores chegou a ser emprestado ao Fluminense por duas vezes.

Terminado seu contrato com o Benfica em 2005, Roger Flores acertou sua ida para o Corinthians, clube aonde viveu bons e maus momentos. Em seu primeiro ano, juntou-se a Carlitos Tevez e Carlos Alberto, na conquista do Campeonato Brasileiro de 2005. Porém, após sofrer uma fratura na perna direita, Roger Flores ficou de fora do time no início de 2006. Quando voltou a ter condições de jogar, o meia Ricardinho ocupava sua posição e, assim, iniciou-se a primeira de muitas desavenças com treinadores corinthianos. Em 2007, não voltou a ter bom rendimento no Corinthians e acabou sendo barrado.

Descontente com sua condição no Corinthians, em meados de 2007, Roger Flores acabou acertando sua transferência para o Flamengo[1]. O jogador, que já havia atuado pelo Flamengo nas divisões juvenis, assinou um contrato com o clube rubro-negro até o dia 31 de dezembro de 2007, quando o Flamengo então poderia contratá-lo definitivamente se pagasse a quantia de US$ 500 mil (cerca de R$ 950 mil)[2].

A sua passagem pelo rubro-negro carioca não durou muito, tendo altos e baixos. Roger Flores chegou a ser afastado da equipe pelo treinador Joel Santana por causa da sua forma física[3][4], regressando após a recuperação.

Entretanto, terminado o prazo de seu empréstimo, o Flamengo, alegando o alto salário do jogador (R$ 43 mil por partida[5]), decidiu dispensá-lo do clube. Com a saída do clube carioca. Roger Flores regressou ao Corinthians no início de 2008. Fora dos planos do técnico Mano Menezes, Roger foi liberado pelo Timão e foi jogar no Grêmio, por empréstimo, inicialmente até o final de 2008.

Roger Flores foi o destaque da equipe do Grêmio no Campeonato Gaúcho, tendo até entrado na seleção da competição. Em 4 de julho, Roger Flores encerrou sua passagem pelo Grêmio. Após apenas cinco meses no clube gaúcho, ele recebeu uma proposta do Qatar Sports Club. O Corinthians, dententor de seus direitos federativos, o liberou, e uma cláusula no contrato de empréstimo do jogador com o Tricolor garantia a sua saída do clube em caso de uma proposta de um clube do exterior[6][7]. A negociação surpreendou uma maioria imensa de torcedores e dirigentes do Grêmio. André Krieger, vice-presidente de futebol do clube, ficou sabendo da saída do jogador apenas no dia em que ela foi concluída[8]. Roger fez 22 partidas (14 completas) pelo Tricolor e marcou 10 gols, sendo 7 de cobrança de pênaltis (quatro no Campeonato Brasileiro, quatro no Campeonato Gaúcho e dois na Copa do Brasil).

Em 13 de julho de 2008, Roger foi apresentado no Qatar S.C.[9].

Cruzeiro

No dia 4 de fevereiro de 2010, Roger foi apresentado como reforço do Cruzeiro para a disputa da Libertadores e do Brasileirão.[10] Sua estréia pelo time mineiro foi no dia 20 de fevereiro, na vitória por 3 a 1 contra o Atletico Mineiro. Mesmo jogando apenas cerca de 15 minutos, teve um papel importante na vitória do time. O meia cobrou o escanteio para Leonardo Silva marcar o segundo gol do time e em seguida ele próprio marcou o terceiro, com um chute de fora da área.[11][12]

Fabrício


Fabrício Silva Dornellas
, mais conhecido como Fabrício Carioca (Rio de Janeiro, 20 de fevereiro de 1990), é um futebolista brasileiro que atua como zagueiro. Atualmente, está no Cruzeiro .

Carreira

Formado nas divisões de base do Flamengo, Fabrício foi inscrito no Campeonato Brasileiro de 2008, pelo Flamengo.

Contudo, antes mesmo de estrear como atleta profissional pelo clube, viu-se envolvido em uma negociação, que resultou em sua ida por empréstimo para o Paraná para disputar o Campeonato Brasileiro da Série B, onde fez um excelente campeonato pelo tricolor paranista, sendo fundamental para que o time paranista não caísse para a série C.

Terminado o empréstimo, o jogador retornou ao Flamengo para a temporada 2009. No dia 28 de janeiro de 2009, a diretoria do Flamengo decide emprestá-lo ao Hoffenheim até maio deste ano, por uma quantia de R$1 milhão. Com o fim do contrato com o Hoffenheim em Maio de 2009 retornou a Gávea e estreou na equipe profissional do Flamengo no dia 21 de junho contra o Internacional no Maracanã.

No dia 13 de janeiro de 2011, foi anunciado como novo reforço do Cruzeiro, para a temporada 2011.[1] Na chegada ao Cruzeiro, Fabrício adicionou o "sobrenome" 'Carioca', para diferenciar do volante Fabrício que já estava no clube há 3 anos.[2]

Títulos

Flamengo

Henrique

Henrique Pacheco Lima, mais conhecido como Henrique Lima (16 de maio de 1985), é um futebolista brasileiro que atua como meio-campo. Atualmente, joga pelo Cruzeiro.

Títulos

Cruzeiro
Figueirense

Thiago Ribeiro

Thiago Ribeiro Cardoso (Pontes Gestal, 24 de fevereiro de 1986), é um futebolista brasileiro que atua como atacante. Atualmente, joga pelo Cruzeiro.

Carreira

Revelado pelo Rio Branco de Americana em 2004, logo em suas primeiras partidas se destacou. Olheiros gostaram do garoto e ele foi levado pelo Bordeaux, da França. Não aproveitado no clube francês, foi negociado com o São Paulo, logo após a conquista da Copa Libertadores da América 2005. Thiago não desperdiçou as oportunidades que teve nesta temporada e chegou a marcar três gols em um só jogo, diante do Figueirense, pelo Brasileirão. Ainda em 2005, esteve no elenco do São Paulo que faturou o Mundial Interclubes.

Em 2006, chegou a ser titular durante o primeiro semestre do ano, sendo artilheiro do time no Campeonato Paulista, com 12 gols, porém, uma lesão antes do início da Copa do Mundo 2006, fez com que Thiago não repetisse mais as atuações nem os gols que lhe consagraram durante o primeiro semestre, fazendo com que o jogador virasse reserva novamente. Nesse mesmo ano, se sagrou campeão brasileiro.

Em 2007, após algumas partidas pelo São Paulo, se transferiu para o Al-Rayyan, do Catar, ainda no ínicio do ano.

No segundo semestre do ano de 2008, voltou ao Brasil para jogar no Cruzeiro. Em 2009, Thiago Ribeiro se fixou como titular no ataque do time mineiro, apesar de não ter marcado muitos gols, foi fundamental na campanha do vice-campeonato da Libertadores e na reação na reta final do Campeonato Brasileiro, o que garantiu ao Cruzeiro nova participação no maior torneio do continente.

Em 2010, recebeu o prêmio de artilheiro da Copa Libertadores da América, com oito gols marcados.[1][2] No confronto contra o Nacional pelas oitavas, Thiago chegou a marcar 4 gols.

Títulos

São Paulo
Cruzeiro

Artilharias

Cruzeiro

Gilberto


Vestindo a camisa amarela da Seleção, participou das conquistas da Copa das Confederações 2005 e da Copa América 2007. Além disso, integrou a equipe brasileira que disputou a Copa do Mundo na Alemanha, em 2006.

No início de 2008, após três anos no Hertha Berlin, Gilberto transferiu-se para o Tottenham, da Inglaterra.

Após péssima passagem pelo clube inglês, foi liberado para encontrar um novo clube. O brasileiro chegou a afirmar que gostaria de voltar ao Brasil e defender o Grêmio pela segunda vez, clube que ele teve sucesso em sua passagem.

Porém, no dia 17 de julho de 2009, Gilberto retornou ao Cruzeiro, clube que também já havia defendido.[2] No dia 9 de fevereiro de 2010, O técnico Dunga o convocou para atuar na lateral-esquerda, durante o último amistoso da seleção antes da Copa do Mundo

Integrou o elenco Brasileiro que disputou a Copa do Mundo de 2010.

Diego Renan

Diego Renan de Lima Ferreira, ou simplesmente Diego Renan (Surubim, 26 de Janeiro de 1990), é um futebolista brasileiro que atua como Lateral. Atualmente, joga pelo Cruzeiro.

Biografia

Diego Renan, também conhecido com "Diego Manquim", por conta do apelido de seu avô, Zé Manquim, foi descorberto por um olheiro no clube Cara & Coroa, em Surubim-PE, e aos 14 anos já integrava as catégorias de base do Cruzeiro.

Estreou na equipe profissional no dia 27 de março de 2008, em um empate contra o Ituiutaba pelo Campeonato Mineiro. Depois disso, não teve muitas chances, entretanto, devido à utilização de reservas e juniores nas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro, têm atuado regularmente e no dia 22 de julho de 2009 marcou seu primeiro gol como profissional em jogo contra o Santo André, após bela jogada individual, na qual driblou 2 marcadores e chutou cruzado no canto direito do goleiro.

Em 2010, se firmou da lateral-esquerda do Cruzeiro.

Clubes na carreira

Títulos

Thiago Heleno

Thiago Heleno Henrique Ferreira, mais conhecido como Thiago Heleno (Sete Lagoas, 17 de setembro de 1988), é um futebolista brasileiro que atua como zagueiro. Atualmente, defende o Palmeiras.[1]

Títulos

Clubes

Cruzeiro

Seleção

Gil

Carlos Gilberto Nascimento Silva, mais conhecido como Gil (Campos dos Goytacazes, 12 de junho de 1987), é um futebolista brasileiro que atua como zagueiro. Atualmente, joga pelo Cruzeiro.[1]

Carreira

Começou a carreira no Americano onde jogou de 2004 a 2008 , se transferiu para o Atlético Goianiense onde conquistou a Série C do Campeontado do Brasileiro, fazendo boa campanha pelo clube despertou interesse de grandes equipes do futebol brasileiro e em 2009 e foi transferido para o Cruzeiro Esporte Clube.

Títulos

Atlético Goianiense

Campeonato Brasileiro - Série C: 2008

Cuca


Alexi Stival Beludo, conhecido como Cuca (Curitiba, 7 de junho de 1963), é um ex-futebolista e hoje treinador brasileiro. Atualmente é técnico do Cruzeiro.

Cruzeiro

Em 8 de junho, Cuca foi anunciado como treinador do Cruzeiro, com contrato até dezembro de 2011.[4][5] Logo em sua estréia a equipe mineira conseguiu uma vitória de 2 a 0 sobre o Atlético Paranaense.[6] Durante os primeiros jogos, o trabalho de Cuca destacou-se pela melhoria da defesa da equipe. Em seis partidas, foram apenas 3 gols sofridos.[7][8] Conseguiu garantir a classificação do Cruzeiro para a disputa da Libertadores de 2011 com antecedência, após a vitoria sobre o Vasco por 3 a 1, em 21 de novembro. Terminou o campeonato com o clube na segunda colocação, apenas dois pontos atrás do campeão, o Fluminense.

Zezé Perrella



Cruzeiro

Assumiu pela primeira vez a presidência do Cruzeiro em 1994, cargo que ocupou entre 1995 e 2002, durante três mandatos. Em 2003 seu irmão Alvimar Perrela assumiu a cadeira.

Em 2008 foi novamente eleito presidente do Cruzeiro, assumindo em 2009 o seu quarto mandato no comando do clube.[2]

Cláudio Caçapa

Cláudio Roberto da Silva, mais conhecido como Cláudio Caçapa (Lavras, 29 de maio de 1976), é um futebolista brasileiro que atua como zagueiro. Atualmente joga pelo Évian.

Carreira

Cláudio Caçapa é oriundo das categorias de base do Atlético Mineiro.Ficou conhecido por jogar limpo, cometendo poucas faltas e recebendo poucos cartões. Em 1999, participou do vice-campeonato brasileiro conquistado pelo clube mineiro. Após isso, foi vendido para o Lyon, da França, onde contribuiu para o inédito título nacional da equipe, hoje heptacampeã. Logo depois defendeu o Newcastle, da Inglaterra, durante dois anos.

Em agosto de 2009 foi anunciado como reforço do Cruzeiro.

Em novembro de 2010, após sofrer uma torção no joelho direito, durante um treino, o jogador se submeteu a uma cirurgia para correção de uma lesão no menisco.Em janeiro foi dispensado pela equipe mineira

Em 24/01/11 foi contratao pelo Évian, time da segunda divisão francesa com um contrato de seis meses com opção de renovação por mais um.

Edcarlos

Edcarlos Conceição Santos (Salvador, 10 de Maio de 1985) é um futebolista brasileiro que atua como zagueiro. Atualmente, joga pelo Cruzeiro Esporte Clube, emprestado pelo Benfica.

Carreira

Zagueiro dono da camisa 4 são-paulina por um bom tempo, Edcarlos foi revelado pelas categorias de base do São Paulo Futebol Clube e foi profissionalizado pelo então técnico Émerson Leão para integrar a equipe que sagrou-se campeã paulista de 2005. Perdeu espaço na equipe titular para Alex quando foi defender a Seleção Brasileira Sub-20. Quando Alex se lesionou, Edcarlos voltou a disputar quase todas as partidas. Dera um dos atletas mais queridos pela torcida.

Já foi diversas vezes convocado e jogou pelas categorias de base da Seleção Brasileira. Fez parte da equipe que ficou em terceiro lugar no Campeonato Mundial Sub-20 em 2005, nos Países Baixos.

Em agosto de 2007, assinou por quatro temporadas com o Benfica, de Portugal. Entretanto, um ano depois o zagueiro foi emprestado ao Fluminense [1] pelo período de um ano e meio, até o fim de 2009.

Em dezembro de 2009 terminou seu contrato de empréstimo com o Fluminense e retornou para o Benfica onde foi mais uma vez emprestado, desta vez para o Club Deportivo Social y Cultural Cruz Azul para a temporada 2010.

Dia 19 de julho foi emprestado para o Cruzeiro até o fim de 2010.

Ernesto Farías


Ernesto António Farías (29 de Maio de 1980) é um futebolista argentino que joga na posição de atacante. Atualmente defende o Cruzeiro.

Clubes

Estudiantes e River Plate

Farías começou a jogar como sénior em 1998 pelo Estudiantes da Argentina, com o qual se tornou o melhor marcador do Torneo Apertura em 2003. Ele marcou 96 golos pelo clube em 205 jogos. Em 2004 Ernesto Farías estreou-se a jogar na Europa no Palermo da Itália mas não teve sucesso e voltou à Argentina para jogar no River Plate no ano seguinte. A 6 de Julho de 2007 mudou-se para o Club Toluca do México mas devido a problemas familiares, não se pôde manter na cidade. Foi noticiado que o FC Porto estaria interessado no jogador podendo ser o regresso de Ernesto Farías à Europa três anos depois.[1]

FC Porto

Farias chegou a acordo com o FC Porto numa transferência de 4 Milhões de euros e, a 24 de Julho de 2007, assinaram um contrato válido por 4 anos.

Cruzeiro

No dia 21 de julho de 2010, o Cruzeiro anunciou a contratação do jogador argentino. Para ter 100% do passe do atacante argentino, os mineiros cederam ao Porto, de Portugal, os 50% que ainda detinham dos direitos econômicos do zagueiro Maicon, de 21 anos. De acordo com o empresário do atacante, Gustavo Arribas, o contrato de Farías com o Cruzeiro foi de três anos, mas com a possibilidade de prorrogação por mais um.[2] O jogador apresentou-se ao clube no dia 8 de agosto.[3] Sua estréia no entanto só aconteceu quase um mês depois, no dia 5 de setembro, na vitória do Cruzeiro por 3 a 2 sobre o Palmeiras, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. Farías entrou no segundo tempo do jogo para substituir a saída de Wellington Paulista e marcou o terceiro gol do time mineiro aos quarenta minutos da etapa complementar, virando o jogo.[4]

Elicarlos


Carreira

Revelado pelo Clube Atlético do Porto, de Caruaru, time conhecido por revelar bons jogadores para os grandes clubes do Brasil e por nunca parar durante o ano inteiro, Elicarlos foi depois para o Clube Náutico Capibaribe, da capital pernambucana Recife. Em 2006, no Campeonato Brasileiro Série B, pouco atuou pela equipe alvirrubra. Já o ano de 2007 talvez tenha sido o melhor de toda a sua carreira. Com as boas atuações, Elicarlos transferiu-se para o Cruzeiro Esporte Clube. Em 2011, Elicarlos volta ao Náutico, clube que o revelou para o futebol brasileiro.

Títulos

Cruzeiro

Éverton

Francisco Éverton de Almeida Andrade, mais conhecido como Everton (Maranguape, 8 de agosto de 1984), é um futebolista brasileiro que atua como Volante/meia. Atualmente, joga pelo Cruzeiro.

Flávio


Flávio Henrique Esteves Guedes (Teófilo Otoni, 5 de março de 1985) é um jogador brasileiro de futebol. Atualmente joga pelo Cruzeiro. Também tem nacionalidade italiana.

Carreira

Revelado nas divisões de base do Cruzeiro, o jogador tem um histórico de empréstimos por vários clubes do país.

Em 2009 indicado por Ney Franco, seu treinador nos tempos de base do Cruzeiro, atuou pelo Botafogo FR. Em 2010 foi confirmado no plantel principal do Cruzeiro.

Títulos

Fabinho


Fábio da Silva Azevedo, mais conhecido como Fabinho, (Rio de Janeiro, 12 de janeiro de 1970) é um ex-futebolista, que jogou no Flamengo, Cruzeiro, Grêmio e Fluminense.

Carreira

Revelado nas divisões de base do Flamengo, Fabinho fez parte da geração rubro-negra, que conquistou o Campeonato Carioca de 1991 e o Campeonato Brasileiro de 1992.

Volante de ofício, entrava duro na marcação, sem medo de sofrer críticas. Era reserva de Uidemar, porém, na decisão do Campeonato Carioca de 1995, já como titular, quase entrou para história do clube, ao ter marcado um golaço, que teria dado o título ao Flamengo, se não fosse o gol de Renato Gaúcho, de barriga, nos minutos finais da partida.

Em 1996, Fabinho transferiu-se para o Cruzeiro, aonde somou mais títulos a sua carreira, incluindo dois Campeonatos Mineiros, uma Copa do Brasil e uma Libertadores da América.

Posteriormente, jogou no Grêmio, e mais tarde, no Fluminense, aonde acabou encerrando sua carreira, aos 33 anos de idade.

Eliandro



Eliandro dos Santos Gonzaga (São Paulo, 23 de abril de 1990), mais conhecido como Eliandro é um futebolista brasileiro que atua como atacante que atualmente joga pelo América Mineiro.

Carreira

Eliandro nasceu em São Paulo e foi formado nas categorias de base do Cruzeiro. Em 2009 devido as contusões de Kléber e Wellington Paulista ganhou chance no time titular. Porém, após não ter muitas chances no início do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2010, foi emprestado para o Sport Club do Recife, para a disputa da Série B de 2010. No ínicio de 2011 voltou ao Cruzeiro, mas não ficou muito tempo por lá. Foi emprestado no dia 27 de Janeiro de 2011 ao América Mineiro para disputar a Série A.

Pedro Ken


Pedro Ken Morimoto Moreira[1] mais conhecido como Pedro Ken (Curitiba, 20 de março de 1987)[2], é um futebolista brasileiro que atua como Meia-armador. Atualmente, joga pelo Cruzeiro.

Carreira

Coritiba

Iniciou sua carreira profissional em 2006 no Coritiba. Em 2007, foi um dos responsáveis pela conquista da Série B 2007. No Ano de 2008 teve uma boa participação no Campeonato Paranaense 2008, mas sofreu uma lesão e não pôde participar da Série A 2008.

Em 2009, Pedro Ken esteve de volta aos gramados para participar do Campeonato Paranaense e do Campeonato Brasileiro de Futebol.

Cruzeiro

Em novembro de 2009 confirmou sua transferência para o Cruzeiro por um valor próximo à R$ 3,75 milhões, assinando um contrato de cinco anos com o clube mineiro.[3]

Títulos